EFICIÊNCIA SANITÁRIA DE FILTROS ANAERÓBIOS AVALIADA EM FUNÇÃO DA REMOÇÃO DE OVOS DE VERMES E COLIFORMES FECAIS

Fernanda Lima Cavalcante, Cícero Onofre de Andrade Neto, André Luis Calado Araújo, Henio Normando de Souza Melo

Resumen


A tecnologia de reatores anaeróbios para tratamento de esgoto sanitário tem sido amplamente desenvolvido no Brasil. Com diversas vantagens, tais como, baixos custos de construção e operação e a baixa produção de lodo, são uma alternativa muito atraente para mitigar osproblemas de saneamento urbano. O uso de filtros anaeróbios produz um efluente com baixa concentração de matéria orgânica e sólidos suspensos além de conservar os os nutrientes, sendo por isso muito bom para irrigação com fins produtivos, desde que sejam resguardados oscuidados com a presença de organismos patogênicos. O objetivo deste estudo foi avaliar a eficácia dos filtros anaeróbios na remoção de ovos coliformes fecais e helmintos. Para isso, foi pesquisado três diferentes sistemas de tratamento de efluentes constituído por filtros anaeróbicos.Para determinação de ovos de helmintos, foi utilizada a técnica modificada Bailenger (Ayres e Mara, 1996), recomendada pela OMS para a avaliação das águas residuais .Para coliformes fecais foi utilizado o método de filtração por membranas. Uma análise geral dos resultados mostraram que todos os sistemas investigados atingiram a eficiência de mais de 93% para a remoção de ovos de helmintos, e um efluente final com menos de 1 ovo / L. Um desses sistemas, o Sistema RN, eliminou mais de 99%, confirmando o bom desempenho de filtros anaeróbios na remoção de ovos de helmintos. Mesmo com baixas concentrações de ovos no afluente, os filtros foram capazes de remover efetivamente esse parâmetro, garantindo um resultado positivo porque é um reator simples, de baixo custo em relação aos aspectos de operação e manutenção, e tem uma resposta de saúde notável. Para coliformes fecais foi observado para todos os sistemas, um efluente final de cerca de 106 UFC/100mL. Apesar de os filtros não efetivamente remoção de coliformes fecais, a baixa concentração de sólidos em suspensão facilita a desinfecção por cloro ou UV.

Palavras‐chave: águas residuais, coliformes fecais, filtros anaeróbios e ovos de helmintos.


Palabras clave


águas residuais, coliformes fecais, filtros anaeróbios e ovos de helmintos

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.22201/iingen.0718378xe.2010.3.1.23783