INFLUÊNCIAS DA OSCILAÇÃO ATLÂNTICO NORTE E DO ÍNDICE DE OSCILAÇÃO SUL EM ÍNDICES CLIMÁTICOS NA AMAZÔNIA OCIDENTAL.

Daris Correia dos Santos, José Ivaldo Barbosa de Brito, Carlos Herriot Fernandes da Silva Júnior

Resumen


O objetivo desta pesquisa foi estudar a influência existente entre o Índice de Oscilação Sul (IOS) e a Oscilação do Atlântico Norte (NAO) sobre os totais anuais extremos dos índices climáticos no clima da Amazônia Ocidental. Para tanto foi utilizado os índices de precipitação total anual (PRCPTOT), índice simples de intensidade de precipitação diária (SDII), dias consecutivos secos (DCS) e dias consecutivos úmidos (DCU) baseados na precipitação; e temperaturas máximas das máximas (TXx), temperaturas mínimas das máximas (TNx), temperaturas máximas das mínimas (TXn) e temperaturas mínimas das mínimas (TNn), baseados nos dados de temperatura do ar. Dados estes, extraídos da reanálise ERA-40 no período 1970-2001 e os dados das anomalias anuais do IOS e NAO foram obtidos do site eletrônico do NCEP (National Centers for Environmental Prediction).  Para a correlação do IOS e da NAO com os índices climáticos da Amazônia Ocidental utilizou-se o coeficiente de correlação linear de Pearson. As correlações entre DCU e IOS apresentaram valores positivos com confiabilidade estatística no nordeste e sudeste da Região e um núcleo negativo na parte noroeste da Amazônia Ocidental. Observou-se que quanto menor for o IOS ocorre aumento da temperatura, isto acontece devido à influência do El Niño nestas regiões produzindo maior ganho de radiação solar na superfície. Os fortes ventos alísios do Atlântico que trazem umidade para a Amazônia estão associados com o deslocamento para o sul da ZCIT e os DCS estão associados ao aquecimento do Oceano Atlântico Norte, que enfraquece a NAO.


Palabras clave


Precipitação, Teleconexões, Temperatura do ar. Keywords: Rainfall, Teleconnections, Air temperature.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.22201/iingen.0718378xe.2016.9.1.50310