ESTABILIDADE OXIDATIVA DO BIODIESEL DE MACAÚBA NA PRESENÇA DE ANTIOXIDANTES

Fernanda Santana Gato, Michelle Budke Costa, Fernando Reinoldo Scremin, Jeiciane Souza, Juliana Cortez, Eduardo Eyng, Melissa Budke Rodrigues

Resumen


Este trabalho objetivou avaliar o processo oxidativo do biodiesel de macaúba, na ausência e na presença dos antioxidantes butil hidroxitolueno (BHT) e β-naftol. Foram preparadas amostras com 0, 100, 500, 1000 e 5000 ppm de BHT que foram submetidas ao teste de degradação térmica por um período de 6 horas a 150ºC e ao teste em estufa a 65ºC por 30 dias. Amostras com 1000 e 5000 ppm de β-naftol foram preparas e submetidas ao teste acelerado. Todas as amostras foram analisadas através dos índices de acidez, peróxido, iodo e espectroscopia de infravermelho. Os resultados demonstraram que a presença de BHT conseguiu minimizar a oxidação no biodiesel apenas na concentração de 5000 ppm, enquanto que o β-naftol conseguiu inibir a oxidação tanto na concentração de 1000 ppm como na de 5000 ppm.


Palabras clave


β-naftol, processo oxidativo, degradação térmica.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.22201/iingen.0718378xe.2019.12.1.59583